Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Plataforma de petróleo perto de Tioga, na Dakota do Norte, em 21 de agosto de 2013

(afp_tickers)

O petróleo alcançou, nesta segunda-feira (30), em Nova York, seu melhor valor em oito meses e, em Londres, o preço mais alta em dois anos, diante da perspectiva de extensão do acordo de redução da oferta.

O barril de light sweet crude (WTI) para dezembro avançou 25 centavos, a 54,15 dólares no New York Mercantile Exchange.

Em Londres, o barril de Brent do Mar do Norte para dezembro fechou em 60,90 dólares, ao aumentar 46 centavos.

"Os preços continuam sustentados por declarações de funcionários sauditas, nas quais reiteram que querem estender em 2018 o acordo de limitação da produção", disse Andy Lipow, da Lipow Oil Associates.

A Opep, que é liderada pela Arábia Saudita, e outros países produtores, como a Rússia, acordaram um pacto de redução da produção para ajudar a valorizar a commodity durante 2017. O acordo foi estendido até março de 2018 e uma nova prorrogação deve ser discutida na próxima cúpula da Opep, no mês que vem

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP