Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Plataforma de petróleo perto de Tioga, na Dakota do Norte, em 21 de agosto de 2013

(afp_tickers)

O petróleo fechou em alta nesta sexta-feira, acumulando leve baixa na semana, com o mercado concentrado nas reservas dos Estados Unidos e atento a uma nova reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

O barril de "light sweet crude" (WTI) teve alta de 55 centavos, a 49,58 dólares nos contratos para setembro no New York Mercantile Exchange (Nymex). Na semana, somou queda de 0,26%.

Em Londres, o barril de Brent do Mar do Norte para outubro avançou 41 centavos a 52,42 dólares.

O bom resultado desta sexta em Nova York foi atribuído ao fato de os investidores terem antecipado eventos da próxima semana.

"Olhando à frente, o mercado voltará a se concentrar nos estoques (dos Estados Unidos), e isso abriu o apetite dos compradores", explicou Matt Smith, da ClipperData.

Os estoques americanos de petróleo voltaram a cair nesta semana, mantendo a tendência descrescente que vem desde abril. Além disso, as refinarias americanas estão trabalhando a pleno vapor e a demanda de gasolina é alta durante as férias, quando há grandes deslocamentos de carro.

Andy Lipow, da Lipow Oil Associates, disse também que o mercado comemorou o bom desempenho do mercado de trabalho americano em julho. O dado foi interpretado como um sinal de que os Estados Unidos continuam a crescer e gerar empregos, disse.

Uma reunião da Opep na semana que vem também foi um alento para os investidores.

"Os maiores produtores querem que os participantes se atenham ao acordo de limitação da produção" vigente desde janeiro, disse David Madden, analista da CMC Markets.

AFP