Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Plataforma de petróleo perto de Tioga, na Dakota do Norte, em 21 de agosto de 2013

(afp_tickers)

O petróleo fechou em alta nesta segunda-feira (16) em Nova York após o Iraque tomar dos curdos de Kirkuk a sede do governo desta província, bem como um campo petrolífero.

O barril de light sweet crude (WTI) para entrega em novembro avançou 42 centavos e fechou em 51,87 dólares no New York Mercantile Exchange.

Em Londres, o barril de Brent do Mar do Norte para entrega em dezembro fechou a 57,82 dólares após ter alta de 65 centavos.

A província iraquiana de Kirkuk, que não faz parte da região autônoma do Curdistão vive uma explosiva crise intensificada por um recente referendo por sua independência.

As forças iraquianas ocuparam desde domingo várias áreas e lugares de infraestrutura, entre eles o campo petrolífero de Baba Gargar. Segundo o Iraque, duas das principais jazidas estão inativas desde que seus trabalhadores fugiram antes da chegada de soldados enviados por Bagdá.

Até agora, o temor do mercado era que a Turquia impedisse o trânsito por seus territórios do petróleo curdo, disse James Williams de WTRG Economics.

Agora, "não se sabe se Bagdá busca controlar Kirkuk, ou todo o Curdistão", completou, e disse que, por ora, não está muito claro o quanto a produção será afetada.

Os seis campos petrolíferos da zona forneceram cerca de 340 mil barris por dia aos 500 mil que em média exporta ao Curdistão iraquiano.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP