Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Poço de petróleo perto da cidade de Andrews, Texas

(afp_tickers)

O petróleo fechou em baixa nesta segunda-feira devido ao temor crescente de uma desaceleração da demanda chinesa.

O barril de "light sweet crude" (WTI) recuou 1,23 dólar, a 47,59, nos contratos para entrega em setembro negociados no New York Mercantile Exchange (Nymex).

Em Londres, o barril do Brent do Mar do Norte para entrega em outubro fechou a 50,73 dólares, ao perder US$ 1,37 ante a sessão anterior.

O mercado se decepcionou quando a China informou que a demanda de julho foi menor que a do mês anterior e teme que isso se espalhe por outros países, explicou Andy Lipow, da Lipow Oil Associates.

Sam Sinclair, da Inenco, também disse que "a desaceleração da atividade das refinarias chineses é vista como um barômetro fundamental da demanda asiática".

A demanda chinesa de petróleo é um dos fatores que costuma sustentar o mercado. Os investidores medem a saúde da economia da China, a segunda maior do mundo, em função de sua sede de petróleo.

David Madden, da CMC Markets, disse que os últimos indicadores mostraram que a produção industrial da China e o volume de investimentos recebidos foi menor do que se esperava, o que "nutriu temores de uma demanda mundial de petróleo fraca".

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP