Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Foto divulgada pela agência oficial iraniana mostra funeral do piloto iraniano que morreu em combates no Iraque, em 5 de julho de 2014

(afp_tickers)

Um piloto iraniano morreu em combates no Iraque, a primeira baixa militar conhecida do Irã, que afirma não ter enviado soldados a este país, palco de uma ofensiva de insurgentes sunitas, anunciou neste sábado a agência oficial Irna.

Teerã assegurou que não enviaria soldados ao Iraque, mas que poderia fornecer armas se Bagdá pedir, apesar de uma restrição da ONU que proíbe o Irã desde 2007 de qualquer exportação de material militar devido a seu controvertido programa nuclear.

O coronel Shoja'at Alamdari Murjani morreu "defendendo os locais santos xiitas na cidade de Samarra" (norte), indicou a Irna.

A agência não informou se o piloto morreu em voo ou em combates em terra.

Segundo o New York Times, O Irã enviou em segredo drones de monitoramento no Iraque e material militar.

AFP