Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Policiais militares participam de treinamento de ataque terrorista, em São Paulo, no dia 25 de março de 2014

(afp_tickers)

A polícia militar de São Paulo anunciou nesta sexta-feira a prisão de um libanês procurado pela Interpol por tráfico de drogas, Fadi Hassan Nabha, suspeito de ter ligações com o movimento xiita Hezbollah.

O suspeito, de 42 anos, foi detido na noite de quinta-feira em Caieiras, na Grande São Paulo, revelou o site da Polícia Militar.

As autoridades brasileiras haviam decretado a expulsão de Hassan Nabha em maio passado.

Após sua detenção, Hassan Nabha foi entregue à Polícia Federal, disse à AFP um porta-voz da PM.

O Brasil mobilizou 85 mil policiais e militares para garantir a segurança durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, de 5 a 21 de agosto, o dobro do efetivo utilizado nas Olimpíadas de Londres-2012.

Na quarta-feira, a Polícia Federal deteve o brasileiro de origem libanesa Chaer Kalaoun, acusado de viajar à Síria e declarar fidelidade ao grupo Estado Islâmico, além de fazer apologia da organização jihadista nas redes sociais.

Na semana passada, a Polícia Federal já havia detido um grupo de 12 pessoas que planejavam ataques terroristas durante os Jogos do Rio.

O ministro brasileiro da Justiça, Alexandre de Moraes, qualificou os 12 detidos de "célula de amadores".

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP