Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Harvey Weinstein (E) e James Toback (D) são acusados de assédio sexual por várias atrizes

(afp_tickers)

A polícia de Beverly Hills informou que investiga "múltiplas queixas" contra o produtor Harvey Weinstein, que caiu em desgraça após a avalanche de acusações de abuso sexual, e o diretor James Toback, que também é alvo de denúncias.

As acusações contra Weinstein publicadas no mês passado pelo jornal The New York Times e a revista The New Yorker estimularam outras pessoas, o que provocou uma série de denúncias de agressões sexuais contra as duas importantes figuras de Hollywood.

O comunicado da polícia não revela detalhes sobre as "queixas" e indica que no momento não serão divulgadas informações adicionais.

Quase 60 mulheres, incluindo estrelas como Gwyneth Paltrow, Angelina Jolie e Mira Sorvino, acusaram Weinstein de abuso sexual e assédio. Também foram apresentadas denúncias de estupro. Ele nega qualquer ato não consensual.

O jornal Los Angeles Times entrevistou 38 mulheres que acusaram Toback de encontros sexuais não desejados. A publicação informou que recebeu e-mails e ligações de outras 200 após a publicação da reportagem.

Assim como Weinstein, Toback nega as acusações.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP