Navigation

Polícia egípcia prende motorista de ônibus por estupro de turista russa

Vista de Sharm el-Sheikh afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 12. julho 2014 - 14:55
(AFP)

A polícia egípcia anunciou neste sábado a detenção de um motorista de micro-ônibus suspeito de ter estuprado uma turista russa na estação balneária de Sharm el-Sheikh.

Segundo fontes policiais, o condutor simulou que o veículo estava enguiçado para fazer com que o marido descesse, acelerando, então, com a mulher no interior do micro-ônibus. Em seguida, a violentou.

O crime aconteceu em Sharm el-Sheikh, no Mar Vermelho, onde este ano dois hotéis ficaram fechados durante um período por ordem do ministério de Turismo após acusações de estupro.

No Cairo, a polícia prendeu um policial por ter passado a mão em uma tunisiana no aeroporto.

O governo egípcio se comprometeu a lutar contra a violência sexual, uma praga no país, onde quase todas as mulheres se queixam de ter sofrido agressões ou abuso.

O Egito adotou em junho sua primeira legislação que penaliza o abuso sexual com uma série de sanções que vão desde o pagamento de multas até a pena de prisão.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.