Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Soldado israelense durante confronto com manifestantes palestinos, em Kfar Qaddum, em 11 de agosto de 2017

(afp_tickers)

Um jovem palestino que tentou agredir um guarda fronteiriço israelense no norte da Cisjordânia ocupada foi morto, anunciou neste sábado uma porta-voz da Polícia israelense.

O palestino de 17 anos, identificado pelo Ministério da Saúde como Kotaiba Youssef Zahran, originário de Tulkarem (norte da Cisjordânia), se aproximou de um grupo de guardas de fronteira e tentou agredir um deles com uma faca, o que levou outro guarda a disparar contra ele, afirmou a porta-voz.

O porta-voz também afirmou que um dos guardas ficou levemente ferido na perna, sem detalhar se foi ferido pelo adolescente palestino. A rádio pública israelense afirmou que o guarda foi alcançado por um "disparo amigo".

Israel, Jerusalém e os Territórios Palestinos ocupados são cenários de atos esporádicos de violência, que desde outubro de 2015 causaram a morte de 294 palestinos e árabes-israelenses, 47 israelenses, dois americanos, dois jordanianos, um eritreu, um sudanês e uma britânica, segundo contagem da AFP.

A maior parte dos palestinos mortos são autores ou supostos autores de ataques contra israelenses, cometidos em sua grande maioria com armas brancos por jovens isolados.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP