Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Menina brinca com pombos em praça de Donetsk, Ucrânia, em 24 de julho de 2014

(afp_tickers)

Nosso primo, o homem de Neandertal, provavelmente capturava pombos para se alimentar, segundo cientistas que descobriram marcas de utensílios de cozinha, dentes e vestígios de cozimento em ossos de pombos encontrados em uma caverna do penhasco de Gibraltar.

Os antropólogos estudaram a caverna de Gorham, situada em um desfiladeiro em frente ao Mediterrâneo, onde se refugiavam muitos "Homo neanderthalensis", uma espécie de humanoide que habitou a Europa há 28.000 anos, antes de entrar em extinção.

No total, encontraram mais de 17.000 ossos de pombo das rochas, um antepassado selvagem do nosso pombo doméstico ("Columba livia"), distribuídos em vinte sítios de ocupação na gruta (19 de neandertais, um de humanos modernos).

"Descobrimos os testes de intervenção humana nestas ossadas de pombo em onze sítios de neandertais", bem como pelos ocupados por humanos modernos ("Homo sapiens").

A proporção de ossos que apresentam cortes praticados por utensílios é relativamente reduzida, mas os cientistas destacam que "o tamanho das presas dispensada aos neandertais da utilização de tais utensílios para consumi-las".

"Depois de depenar e esfolar a ave, recorrer a mãos e dentes era a melhor forma de desprender a carne e a gordura dos ossos. Prova disso são as marcas de dentes que se observaram em alguns ossos de pombo", escreveram os arqueólogos em seu estudo, publicado na revista Nature Scientific Reports.

Em mais de 10% dos casos, os ossos apresentam também indícios de queimaduras e cocção.

"Nossos resultados demonstram, sem dúvida nenhuma, que os neandertais e, mais tarde, os humanos modernos consumiam pombos das rochas", um fenômeno que não constitui um caso isolado e que se prolongou por um período muito longo, disseram os autores.

Os neandertais que se refugiavam na gruta puderam, com isso, aproveitar a presença de pombos que faziam ninho nos desfiladeiros para capturá-los com as mãos, afirmaram.

O pombo selvagem teria constituído uma "fonte estável de alimentação no entorno rochoso de Gibraltar, mas também em outras regiões habitadas pelo homem de Neandertal".

AFP