Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Foto tirada em 17 de julho de 2017 mostra Sean Spicer, na Casa Branca, em Washington DC

(afp_tickers)

O porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, apresentou nesta sexta-feira sua demissão, em desacordo com a decisão do presidente Donald Trump de nomear um novo chefe de comunicações, segundo a imprensa local.

Spicer, de 45 anos, se tornou uma figura notória pelo espírito agressivo com que defendeu as decisões do governo.

Segundo a imprensa, decidiu dar esse passo ante o anúncio de Anthony Scaramucci será o novo chefe de comunicações da Casa Branca.

Trump nomeou o novo diretor numa tentativa de recuperar a imagem pública de sua gestão, mas sua decisão acabou gerando uma nova crise.

Scaramucci, 53 anos, é um executivo de um fundo de investimentos, informou uma fonte da Casa Branca.

Por ora, a presidência não emitiu um comunicado oficial sobre a nomeação.

Scaramucci fo visto pela manhã desta sexta na sede presidencial.

O posto estava vago desde maio, quando Michael Dubke entregou sua carta de demissão por motivos pessoais.

Desde a saída de Dubke, Spicer assumiu interinamente suas funções.

Na estrutura da Casa Branca, o gabinete de Scaramucci é que elabora a estratégia de comunicações da presidência, apesar de o porta-voz ser o rosto visível encarregado de aplicar essa linha de contato com a imprensa.

AFP