AFP

Bandeira de Porto Rico

(afp_tickers)

O governador de Porto Rico, Ricardo Roselló, solicitou nesta quarta-feira que seu país seja acolhido por uma proteção por quebra a fim de reestruturar sua dívida de mais de 70 bilhões de dólares, dois dias depois do vencimento de uma moratória de pagamento a credores.

"Diante da realidade do calendário e da eliminação da moratória (...) tomei a decisão de solicitar à Junta (de Controle Fiscal) que Porto Rico seja acolhido pela proteção do Título III para poder trabalhar em um plano estruturado do que seria o pagamento da dívida sob os parâmetros do plano fiscal", disse Roselló em uma entrevista coletiva.

O Título III da lei PROMESA, que estabeleceu uma junta de controle fiscal para administrar a crise financeira da ilha, prevê em seu Título III a quebra como um recurso que permite reestruturar a dívida caso o governo e seus credores não consigam chegar a um acordo.

Rosselló afirmou que dessa forma fica garantida a prestação dos serviços essenciais ao povo diante da impossibilidade de pagar aos credores da dívida pública de 72 bilhões de dólares.

AFP

 AFP