AFP

O candidato conservador à presidência e prefeito de Teerã, Mohammad Bagher Ghalibaf, em Teerã, em 14 de maio de 2017

(afp_tickers)

O prefeito conservador de Teerã, Mohamed Bagher Ghalibaf, se retirou nesta segunda-feira da disputa para a eleição presidencial de 19 de maio e pediu votos para o religioso Ebrahim Raisi, principal rival do atual presidente Hassan Rohani.

"O mais importante neste momento é preservar os interesses do povo, do país e da revolução, assim como a unidade das forças revolucionárias", afirma Ghalibaf em um comunicado publicado pela imprensa iraniana.

"Peço a todos os meus partidários que apoiem meu irmão, Ebrahim Raisi", completa. "Espero que esta decisão seja o começo de uma evolução econômica em benefício dos deserdados e dos necessitados", completou.

Com a retirada de Ghalibaf, dois candidatos conservadores permanecem na disputa contra o presidente moderado Rohani: Ebrahim Raisi e Mostafah Mirsalim, este último praticamente desconhecido pelos eleitores.

Es-Hagh Jahanguiri, candidato reformista e primeiro vice-presidente do Irã, também pode anunciar a retirada de seu nome e pedir votos para o atual presidente.

Outro candidato reformista, Mostafah Hashemitaba, já pediu votos para Rohani.

Após os anúncios, a eleição presidencial de sexta-fei será essencialmente um duelo entre Rohani e Raisi.

AFP

 AFP