Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Presidente russo, Vladimir Putin (dir.), e o premiê japonês, Shinzo Abe, em 7 de setembro de 2017, em Vladivostok

(afp_tickers)

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, pediu nesta quinta-feira (7), na Rússia, a "máxima pressão possível" contra o regime de Pyongyang para obrigá-lo a abandonar seu programa de mísseis nucleares.

"A comunidade internacional deve se unir para pôr a máxima pressão possível sobre a Coreia do Norte", disse Abe em discurso em um fórum econômico em Vladivostok.

Também participam do evento o presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o sul-coreano, Moon Jae-in.

"Temos de forçar a Coreia do Norte a aplicar imediata e plenamente todas as resoluções apropriadas do Conselho de Segurança da ONU e a abandonar seu programa de mísseis nucleares de maneira completa, verificável e irreversível", insistiu.

Segundo Abe, "a Coreia do Norte lança um evidente desafio à paz, à prosperidade, à lei e à ordem na região e até no mundo inteiro".

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP