Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Abdelmadjid Tebboune

(afp_tickers)

O primeiro-ministro argelino, Abdelmadjid Tebboune, foi destituído do cargo nesta terça-feira (15), três meses após tomar posse - anunciou a Presidência, de acordo com a imprensa oficial.

"O presidente da República, Abdelaziz Buteflika, pôs fim às funções do primeiro-ministro, Abdelmadjid Tebboune, e nomeou Ahmed Uyahia" em seu lugar, até então chefe de gabinete da Presidência, de acordo com a nota reproduzida pela agência APS.

Tebboune foi nomeado primeiro-ministro em 24 de maio, na esteira das eleições legislativas de 4 de maio. O vencedor foi a Frente de Libertação Nacional (FLN) de Buteflika, partido no poder desde a independência do país, em 1962.

Tebboune, de 71 anos, será substituído por Ahmed Uyahia, considerado homem forte do governo argelino. Uyahia também preside a Agrupação Nacional Democrática, segundo maior partido da Argélia e aliado crucial da FLN.

"A visão do primeiro-ministro divergia da do presidente", explicou à AFP uma fonte do governo que pediu pra não ser identificada, referindo-se também a problemas de "comunicação" entre os dois.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP