Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) O presidente da Bolívia, Evo Morales

(afp_tickers)

O presidente da Bolívia, Evo Morales, disse nesta terça-feira que o nódulo que tem na garganta "está piorando", o que o fez antecipar a viagem para uma cirurgia em Havana para esta quarta.

"Amanhã à noite farei uma viagem de emergência; não sinto dor, mas é uma rouquidão (...) e sinto que cada vez mais está piorando. É melhor rapidamente me submeter a uma pequena cirurgia", declarou Morales em um ato público.

"Por recomendação médica e decisão do gabinete, amanhã à noite viajarei com urgência", revelou Maduro durante uma reunião com produtores de coca na Casa de Governo.

O ministro da Presidência, René Martínez, havia informado que Morales tinha antecipado sua viagem a Cuba de abril para a próxima quinta-feira.

A cirurgia na garganta será realizada na sexta-feira, e após a operação Morales respeitará um "repouso de voz total de mais ou menos duas semanas", informou a ministra da Saúde, Ariana Campero.

Após sentir um incômodo em meados de março, Morales viajou a Havana para uma revisão médica, onde foi diagnosticado um nódulo benigno na garganta.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










AFP