Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Foto tirada em 12 de maio de 2016 mostra o presidente nigeriano, Muhammadu Buhari, em Londres

(afp_tickers)

O presidente nigeriano, Muhammadu Buhari, voltou ao país neste sábado, após passar mais de 100 dias em Londres, onde foi tratado de uma doença não detalhada, constatou um jornalista da AFP.

O avião do chefe de Estado nigeriano aterrissou às 16h35 locais (12h35 de Brasília) no aeroporto internacional da capital Abuja.

O presidente, de 74 anos, foi levado para a capital britânica em 7 de maio e a sua ausência prolongada causou tensões no país, onde cada vez mais vozes pediam o seu retorno ou a renúncia ao cargo.

Mais cedo, um comunicado da Presidência dizia que Buhari "voltará ao país mais tarde durante o dia, após receber atendimento médico em Londres".

O presidente fará um discurso que será exibido em rede nacional na segunda-feira pela manhã, acrescentava o texto.

Desde junho de 2016, quando Buhari viajou para Londres por razões médicas pela primeira vez para tratar uma infecção em um ouvido, segundo os seus assistentes, os boatos sobre o seu estado de saúde aumentaram.

Em janeiro e fevereiro deste ano ele passou quase dois meses em Londres e em seu retorno, no início de março, afirmou que "nunca havia estado tão doente".

A saúde dos líderes nigerianos se tornou um assunto delicado desde que o ex-presidente Umaru Musa Yar'Adua faleceu em 2010, estando no cargo, após vários meses de tratamento no exterior.

Desde 7 de agosto, foram feitas várias manifestações - algumas com casos isolados de violência - em Abuja pedindo que o presidente voltasse ao país ou deixasse o posto.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP