Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O presidente chinês discursa na reunião de cúpula do Apec

(afp_tickers)

O presidente chinês, Xi Jingping, afirmou nesta sexta-feira na cúpula do Fórum de Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec) que a globalização é uma "tendência histórica irreversível", em um discurso que buscava reafirmar seu papel de defensor do livre-comércio em nível mundial.

"A globalização econômica tem contribuído de maneira significativa com o crescimento mundial, na realidade é uma tendência histórica irreversível", afirmou Xi, embora tenha que o comércio precisa ser "mais aberto, mais inclusivo, mais equilibrado, mais equitativo e com mais benefícios para todos".

Seu discurso contrasta com o do presidente americano Donald Trump, que, na mesma sala repleta de empresários de todo o mundo, disse que os Estado Unidos não podem continuar tolerando "os abusos comerciais crônicos", fazendo duras criticas à Organização Mundial do Comércio (OMC), que segundo ele não trata os EUA com imparcialidade.

Xi, contudo, defendeu o multilateralismo encarnado pelas organizações internacionais, como a OMC.

"Temos que apoiar o sistema multilateral de comércio e praticar um regionalismo aberto, para permitir que os países em desenvolvimento se beneficiem mais do comércio e dos investimentos internacionais", acrescentou.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP