Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos

(afp_tickers)

O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, enviou cartas a mais de 2.000 bebês nascidos na semana passada, depois da entrada em vigor de um cessar-fogo definitivo com a guerrilha das Farc.

Nas cartas aos chamados "filhos da paz", cerca de 2.200 crianças que nasceram na Colômbia entre o dia 29 de agosto e 2 de setembro, o presidente diz aos bebês que a alegria de sua chegada ao mundo coincide com um dos momentos mais esperançosos para o país.

"Você nasceu no dia em que, depois de anos de confrontos, os fuzis silenciaram. Nasceu quando a vida ganhou e renasceu a esperança", afirmam as cartas.

A presidência publicou em seu site uma das cartas dirigidas a uma menina chamada Valerit.

"A cada ano, quando comemorar seu aniversário, a Colômbia inteira celebrará com você", afirma ainda o texto.

O governo de Santos e das Forças Revolucionárias da Colômbia (Farc) alcançaram um pacto no dia 24, depois de quatro anos de negociações.

O acordo será assinado no dia 26 de setembro por Santos e o líder guerrilheiro Timoleón Jiménez, Timochenko, mas só será efetivo se for aprovado pelos colombianos em um referendo marcado para 2 de outubro.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP