Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) O presidente da Bolívia, Evo Morales

(afp_tickers)

O presidente da Bolívia, Evo Morales, disse em Havana que voltará a Cuba dentro de um mês para retirar um nódulo das cordas vocais.

"Os médicos reconheceram um pequeno nódulo nas cordas vocais que poderiam ter retirado agora mas, como estou sob medicação, a operação, que não vai durar mais do que 15 minutos, será daqui a um mês", disse o presidente, citado pela agência de notícias cubana ACN.

Morales chegou na quinta-feira a Cuba para um check-up depois de sofrer de problemas de garganta nas últimas semanas, de acordo com a presidência da Bolívia.

O presidente falou com a imprensa cubana no domingo à noite, antes de embarcar na segunda-feira rumo à Bolívia.

Ele agradeceu ao seu colega Raul Castro pela visita surpresa no sábado no hospital onde foi internado, de acordo com a ACN.

Morales disse que se sente bem, recuperando-se do vírus que foi detectado em Cuba.

"Estamos muito bem", e "devo retornar (a Cuba) em abril", afirmou Morales, citado pela agência cubana Prensa Latina.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP