Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Haïdar al-Abadi

(afp_tickers)

O presidente iraquiano, Fuad Massum, solicitou nesta segunda-feira ao deputado xiita Haidar al-Abadi a formação de um novo governo, durante uma breve cerimônia exibida ao vivo pela televisão estatal.

"O país está agora em suas mãos", disse Massum a Al-Abadi, pouco depois de ele ser escolhido pela Aliança Nacional, o bloco parlamentar xiita, como candidato ao posto de primeiro-ministro no lugar de Nuri al-Maliki.

Haidar al-Abadi, que nasceu em 1952 e tem doutorado pela Universidade de Manchester, ocupava o cargo de primeiro vice-presidente do Parlamento.

A coalizão de Maliki faz parte da Aliança Nacional iraquiana, mas não é possível saber até o momento se respalda a candidatura de Haïdar al-Abadi.

Pouco depois, o governo dos Estados Unidos parabenizou "Haidar al-Abadi por sua nomeação" e manifestou o desejo que "forme e apresente um programa de envergadura nacional o mais rápido possível".

O presidente Fuad Massum encarregou al-Abadi de formar o novo governo, apesar da resistência de Nuri al-Maliki, que ameaçou levar o caso aos tribunais.

AFP