Navigation

Presidente mexicano promete reuniões diárias com equipes de segurança

O mexicano Andrés Manuel López Obrador em sua primeira entrevista coletiva como presidente, na Cidade do México, em 3 de dezembro de 2018 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 03. dezembro 2018 - 17:48
(AFP)

O novo presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, rompeu nesta segunda-feira (3) com o estilo mais distante do governo anterior ao anunciar reuniões diárias com o gabinete de segurança, seguidas de coletivas de imprensa.

"De segunda a sexta, às seis da manhã, como fizemos hoje, vamos nos reunir com os integrantes do gabinete de segurança pública porque este é o tema que mais preocupa os mexicanos", disse López Obrador durante a entrevista coletiva, realizada bem cedo, similar às que mantinha quando era prefeito da Cidade do México (2000-2005).

O México se viu fortemente atingido pela violência ligada ao narcotráfico desde que o governo de Felipe Calderón (2006-2012) mobilizou o Exército na luta contra o crime organizado.

López Obrador declarou no sábado que manterá o Exército nas tarefas de segurança e criará uma guarda nacional que será coordenada pelos militares, o que gerou críticas de defensores dos direitos humanos, que afirmam que a participação das Forças Armadas está ligada à violência.

O novo chefe de Estado acrescentou que seu governo começou sem problemas, em uma entrevista coletiva na qual também abordou temas de migração e o cancelamento da construção do novo aeroporto da Cidade do México.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.