Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

As viagens do presidente sírio para fora da capital são raras desde o início do conflito no país em 2011

(afp_tickers)

O presidente sírio Bashar al-Assad visitou neste domingo a localidade de Hama, região central do país, por ocasião do Eid al Fitr, a festividade que marca o fim do mês do Ramadã, uma de suas raras saídas de Damasco em seis anos de guerra.

A presidência divulgou imagens de Assad rezando durante o amanhecer na mesquita Al-Nuri de Hama e felicitando os fiéis do lado de fora do templo.

Assad estava acompanhado pelo ministro de Bens Religiosos (Waqf), Mohamad Abdel Sattar Sayed, e pelo mufti da Síria, Ahmad Badredin Hasun.

O Eid al Fitr marca o fim do mês sagrado do Ramadã, durante o qual os muçulmanos permanecem em jejum entre o nascer e o pôr do sol para concentrar-se nos valores espirituais.

Algumas horas antes, o governo sírio libertou mais de 670 detidos (alguns deles menores de idade) das prisões da região de Damasco.

Desde o início da guerra em 2011, Assad deixou Damasco em poucas ocasiões. A aparição pública anterior fora da capital era de julho de 2016, também por ocasião do Eid al Fitr, que ele celebrou em Homs, a terceira maior cidade do país.

A revolta na Síria contra o regime de Assad se transformou em guerra com vários grupos apoiados por diferentes países. Em seis anos, o conflito deixou 320.000 mortos e milhões de deslocados.

Hama é a capital da província de mesmo nome, onde as tropas governamentais lutam contra os jihadistas e rebeldes.

AFP