Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Assad cumprimenta simpatizantes na Grande Mesquita de Qara

(afp_tickers)

O presidente sírio, Bashar al-Assad, fez, nesta sexta-feira, um deslocamento incomum fora da capital, Damasco, para participar da oração da festa muçulmana do Aid al-Adha na província de mesmo nome, informou a imprensa estatal.

Desde o início da guerra na Síria há seis anos, o chefe de Estado deixou a capital poucas vezes.

Nos últimos meses, no entanto, após algumas vitórias militares, suas aparições se tornaram mais frequentes em regiões como Hama, no centro do país, ou no oeste do país.

"O presidente Assad participou na oração do Aid al Adha (...) na cidade de Qara", perto da fronteira com o Líbano, informou a presidência síria no Twitter.

O governo divulgou uma foto de Assad ajoelhado ao lado de outras autoridades em uma mesquita.

A visita tem valor simbólico: foi desta região que o grupo extremista Estado Islâmico (EI) foi expulso pelo exército sírio e seus aliados do Hezbollah xiita libanês na semana passada.

O conflito sírio, que começou com a violenta repressão de manifestações contra o regime e que inicialmente envolveu o exército e os rebeldes sírios, se tornou um confronto mais complexo com o envolvimento de outros protagonistas, países estrangeiros e grupos jihadistas, em um território cada vez mais fragmentado.

A guerra deixou mais de 330.000 mortos e milhões de deslocados.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP