Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O presidente americano, Donald Trump, celebra seu aniversário antecipadamente durante um jantar de trabalho em Singapura, em 11 de junho de 2018

(afp_tickers)

O presidente americano, Donald Trump, completou 72 anos nesta quinta-feira (14), ao voltar para Washington, dois dias depois de sua histórica cúpula com o líder norte-coreano Kim Jong-un em Singapura.

No final de 2016, aos 70 anos, Trump se tornou o candidato mais velho a chegar à Presidência dos Estados Unidos. Ronald Reagan tinha 73 anos ao ser reeleito em 1984.

A saúde do presidente, tanto física quanto mental, suscita muito interesse no país. Trump fez em janeiro sua primeira revisão médica desde que chegou ao poder, e o médico da Casa Branca, Ronny Jackson, disse ter-lhe encontrado em "excelente estado de saúde".

Antes de sua eleição, os responsáveis por sua campanha divulgaram uma nota, em dezembro de 2015, escrita por seu médico pessoal da época, Harold Bornstein, na qual garantia: "se Trump for eleito, posso afirmar sem equívocos, será a pessoa com a melhor saúde já eleita na Presidência".

No início de maio, o doutor Bornstein disse ao canal de televisão CNN que Trump lhe havia "ditado a carta inteira".

Em paralelo, disse à NBC que, em fevereiro de 2017, três pessoas próximas do magnata foram a seu gabinete e levaram todas as pastas referentes ao presidente. Este "saque" aconteceu alguns dias depois de o médico ter revelado ao jornal "The New York Times" que Trump tomava medicamentos para favorecer o crescimento do cabelo.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










AFP