Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Entre quarta-feira e sábado, mais de 200 caixões com os restos mortais das vítimas do Boeing 777, derrubado no dia 17 de julho, chegaram à Holanda.

(afp_tickers)

Uma equipe forense identificou neste sábado na Holanda a primeira vítima do acidente do avião da Malaysia Airlines, derrubado no leste da Ucrânia com 298 pessoas a bordo, anunciou o ministério holandês da Justiça.

"É uma pessoa de nacionalidade holandesa", indicou o ministério em comunicado, sem revelar a identidade da vítima. O processo de identificação dos falecidos, de 17 nacionalidades diferentes, pode durar meses, diz o texto. A maioria (193 pessoas) era de holandeses.

Entre quarta-feira e sábado, mais de 200 caixões com os restos mortais das vítimas do Boeing 777, derrubado no dia 17 de julho, chegaram à Holanda.

Entretanto, muitos corpos ainda continuam no lugar do acidente, onde o conflito entre as forças ucranianas e os rebeldes pró-Rússia dificultam as tarefas dos investigadores internacionais.

Aproximadamente 200 especialistas, de vários países, estão trabalhando na identificação das vítimas em Amsterdã.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










AFP