Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) O premier Jack Guy Lafontant

(afp_tickers)

O primeiro-ministro do Haiti optou por formar seu novo governo com várias figuras sem experiência política, três semanas depois de ser designado para o cargo pelo presidente Jovenel Moise.

Jack Guy Lafontant, que, assim como Jovenel Moise, é um novato na política, assinou na segunda-feira o decreto de nomeação de 18 ministros, incluindo cinco mulheres.

Os ministros devem ser confirmados pelo Parlamento.

Um mês depois de chegar ao poder, Moise - um exportador de bananas de 48 anos - terá um gabinete com pouca experiência política, com exceção de alguns tecnocratas.

O presidente optou por trabalhar com políticos próximos ao partido Tet Kale (PHTK), do ex-chefe de Estado Michel Martelly.

Antes de assumir seus cargos, os funcionários devem comparecer ao Parlamento para aprovar, em termos gerais, as políticas do primeiro-ministro.

O Haiti luta para superar uma epidemia de cólera, que deve afetar 30.000 pessoas este ano, e ainda sofre os efeitos do terremoto de janeiro de 2010. Sete anos depois da tragédia, milhares de pessoas ainda moram em barracas e sem condições sanitárias básicas.

O empobrecido país caribenho também enfrenta as consequências do furacão Matthew, que passou pelo país em outubro do ano passado e provocou um prejuízo de 2,8 bilhões de dólares, além de ter deixado 1,5 milhão de pessoas dependentes de ajuda humanitária.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP