Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, em Roma, no dia 16 de dezembro de 2016

(afp_tickers)

O "principal desafio" da Colômbia em 2017 é construir a paz, declarou no sábado o presidente Juan Manuel Santos em sua tradicional saudação de Ano Novo, pedindo a reconciliação para superar mais de meio século de conflito armado.

"O principal desafio que nós colombianos temos para o ano que começa amanhã é, sem dúvida, o da reconciliação e construção da paz", indicou o chefe de Estado em um discurso televisionado.

Santos, que recebeu o prêmio Nobel da Paz por seus esforços para acabar com uma guerra sangrenta que deixou mais de 260.000 mortos, pediu para "deixar para trás os ódios, os ressentimentos, os medos do passado, para construir, a partir da riqueza da diversidade, da tolerância, do respeito, o país que queremos e que já começamos a viver".

O presidente destacou a assinatura da paz com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc, comunistas), a primeiro e mais antiga guerrilha do país, como uma das grandes conquistas de 2016.

O acordo alcançado após quatro anos de árduas negociações em Cuba foi rejeitado em um referendo em outubro, e precisou ser renegociado com a oposição, antes de ser rubricado em novembro.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP