Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(4 fev) Membros das Farc chegam de bote a Buenaventura, onde deixaram as armas

(afp_tickers)

A Procuradoria da Colômbia anunciou nesta segunda-feira que outorgou as primeiras quatro anistias a membros das Farc, dentro da aplicação do pacto de paz selado entre a guerrilha e o governo.

Segundo um comunicado do ente investigador, em cumprimento das leis aprovadas "como resultado do processo de paz com as Farc, a Procuradoria Geral da Nação informa que, em 23 de fevereiro deste ano, a entidade recebeu 98 pedidos de anistia".

"Depois de verificar os diferentes sistemas de informação, a Procuradoria Geral da Nação tramitou os primeiros quatro pedidos: um em Paz de Ariporo (Casanare, leste) e três em Neiva (Huila, oeste)", detalhou o órgão.

Apenas certos guerrilheiros das Farc podem ser contemplados com a anistia. Outros rebeldes optaram por solicitar liberdade condicional, porque cumpriram mais de cinco anos de pena por crimes que não são anistiáveis.

Desta forma, a Procuradoria informou hoje que "tramitam 72 pedidos de liberdade condicional apresentados por membros das Farc desmobilizados".

A decisão sobre estes pedidos devem ser anunciadas nos próximos dias pelo Tribunal Superior de Bogotá.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP