Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Estudantes participam de protesto nacional contra a violência armada em Washington, nos Estados Unidos, em

(afp_tickers)

Um professor fez um disparo acidental de arma de fogo durante uma aula sobre segurança em uma escola da Califórnia, em um incidente que deixou um estudante levemente ferido, informou a polícia nesta quarta-feira.

O professor de matemática e ex-policial Dennis Alexander, da escola secundária Seaside de Monterey, disparou uma arma semiautomática apontada para o teto, revelou o chefe da polícia Abdul Pridgen.

Alexander ministrava um curso de "administração da justiça" para estudantes que desejam se unir às forças da ordem, explicou o pai do jovem ferido ao canal de televisão local KSBW.

Pridgen destacou que ninguém foi atingido pelo disparo, mas a imprensa local informou que pedaços do teto caíram sobre três alunos.

"Um estudante apresentava uma queimadura no pescoço, uma marca vermelha. Quando a bala atingiu o teto caíram escombros. Não confirmamos os outros dois feridos", disse a comandante da polícia de Seaside, Judy Veloz.

"Não houve pânico na escola. O professor foi afastado e estamos investigando (...). A escola permanece funcionando".

O massacre de 14 estudantes e 3 adultos em uma escola de Parkland, Flórida, há um mês voltou a colocar sobre a mesa o debate sobre o controle de armas e se professores deveriam andar armados, como defendeu o presidente Donald Trump.

Nesta quarta-feira, milhares de estudantes dos Estados Unidos protestaram contra a violência com armas de fogo nas escolas.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










AFP