Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) O produtor americano Harvey Weinstein

(afp_tickers)

A promotora de Los Angeles Jackie Lacey anunciou nesta quinta-feira a criação de uma célula especial para analisar as numerosas denúncias de abuso sexual contra celebridades de Hollywood.

Lacey explicou que até o momento não recebeu qualquer denúncia passível de ser levada à Justiça.

"Estamos em contato com os departamentos de polícia de Los Angeles e Beverly Hills", que abriram diversas investigações, incluindo contra o produtor Harvey Weinstein, o diretor James Toback e o ator Ed Westwick.

A imprensa americana informou nesta terça-feira que o promotor do distrito de Manhattan está preparando uma denúncia contra Weinstein com base na acusação feita pela atriz Paz de la Huerta.

No início de outubro, o jornal The New York Times e a revista New Yorker revelaram as primeiras acusações contra Weinstein, que se multiplicaram e hoje envolvem dezenas de supostas vítimas.

O caso deflagrou uma onda de denúncias na indústria cinematográfica e atingiu o ator Kevin Spacey, acusado de múltiplos assédios contra homens jovens; o produtor Brett Ratner; o ator Steven Seagal; o agente David Guillod; o ator e comediante Louis C.K. e o ex-presidente dos estúdios Amazon Roy Price.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP