Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Oficiais durante protesto após veredicto em St. Louis, no Missouri, em 15 de setembro de 2017

(afp_tickers)

Dez policiais ficaram feridos, e 23 pessoas foram detidas durante um protesto em St. Louis, no Missouri, Meio-Oeste dos Estados Unidos, após a absolvição, na sexta-feira (15), de um ex-policial branco pela morte de um homem negro.

As forças da ordem usaram gás lacrimogêneo contra um grupo de manifestantes que danificou propriedades públicas e privadas, informou a Polícia local.

Na sexta-feira, Timothy Wilson, juiz de St. Louis, absolveu o ex-oficial de Polícia Jason Stockley das acusações de assassinato de Anthony Lamar Smith, um suposto traficante de drogas morto em uma perseguição policial.

Wilson considerou que a Promotoria não havia conseguido demonstrar, sem deixar qualquer dúvida, que o policial não agiu em legítima defesa.

Os manifestantes se juntaram rapidamente perto do tribunal para protestar contra o veredicto. O ato começou de forma pacífica, aos gritos de "sem justiça não há paz".

Stockley garantiu ter visto Lamar Smith tentando pegar um revólver de seu carro. No entanto, a arma não aparece nas imagens da câmera instalada na viatura, nas que foram feitas por celular por uma testemunha, nem nas da câmera de vigilância de um restaurante próximo.

Baseando-se em "quase 30 anos de experiência no tribunal", o juiz Wilson considerou que, "se um traficante urbano de heroína que não tivesse uma arma de fogo, seria uma anomalia".

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

AFP