Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Em 2011, a Rússia ofereceu à Venezuela um empréstimo para financiar a compra de armas russas, inclusive tanques e mísseis

(afp_tickers)

Os presidentes russo e venezuelano, Vladimir Putin e Nicolás Maduro, em visita a Moscou, vão discutir nesta quarta-feira (4) ajuda financeira ao país latino-americano, que atravessa uma grave crise, disse o Kremlin.

A Venezuela, abalada por violentos protestos e pelo caos econômico que causou escassez de comida e medicamentos, conta com o apoio da Rússia diante do isolamento cada vez maior no cenário internacional.

"No que diz respeito às conversas, a reestruturação da dívida, é claro, é um dos objetivos das negociações", disse o porta-voz do presidente, Dmitry Peskov à imprensa nesta quarta.

"Sem dúvidas que esse assunto deve ser discutido seriamente. Esse é o motivo das conversas estarem acontecendo", acrescentou Peskov.

Os dois líderes devem se encontrar depois de participarem de um fórum energético.

Em 2011, a Rússia ofereceu à Venezuela um empréstimo para financiar a compra de armas russas, inclusive tanques e mísseis.

A Venezuela penou para quitar a dívida, que estava em 2,8 bilhões de dólares em 2016.

Moscou parece ter encontrado uma maneira indireta de sustentar o país em crise, estendendo o empréstimo pela gigante petroleira Rosneft.

Depois da Rússia, Maduro deve visitar a Bielorrússia e a Turquia.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP