Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(2015) Policiais patrulham a Gare du Nord, em Paris

(afp_tickers)

A Polícia belga prendeu quatro pessoas no âmbito da investigação sobre o atentado frustrado em um trem de alta velocidade procedente de Amsterdã com destino a Paris em 21 de agosto de 2015 - informou o Ministério Público belga em nota divulgada nesta segunda-feira (30).

As detenções foram feitas durante seis batidas realizadas pela manhã nas regiões belgas de Valônia e Bruxelas, indicou o MP, órgão competente para tratar de investigações sobre terrorismo.

"O juiz de instrução decidirá, na sequência, sobre sua permanência, ou não, em detenção. Não foram encontradas armas, nem explosivos", disse o MP.

As batidas aconteceram em várias localidades, entre elas Anderlecht, Laeken e Molenbeek. Esta última é apontada, com frequência, como uma base do extremismo internacional.

Em 21 de agosto de 2015, três americanos, entre eles dois militares, evitaram uma tragédia em um trem Thalys. O trio conseguiu dominar Ayoub El Khazzani, que abriu fogo quando o trem circulava pelo norte da França.

Duas pessoas ficaram feridas nesse ataque a um trem de alta velocidade. Como admitiu em dezembro de 2016, o agressor, de origem marroquina, ingressou no transporte por ordem do "jihadista" Abdelhamid Abaaoud.

Abaaoud é um dos responsáveis pelos atentados cometidos meses depois em Paris, em 13 de novembro de 2015, com saldo de 130 mortos. Cinco dias depois, seria morto em uma operação policial em Saint Denis, ao norte de Paris.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP