Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) O chanceler russo, Serguei Lavrov

(afp_tickers)

O ministro russo das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, chamou nesta quinta-feira de "caminho inútil" a nova estratégia do presidente americano, Donald Trump, no Afeganistão.

Em coletiva, Lavrov disse lamentar que "o principal objetivo da nova estratégia anunciada por Washington se apoie no uso da força".

"Estamos certos de que é um caminho inútil", acrescentou.

Lavrov negou as acusações de que Moscou poderia estar por trás do fornecimento de armas aos talibãs.

Trump anunciou esta semana 4.000 soldados suplementares no Afeganistão, mantendo a presença militar nesse país, diferentemente do que prometeu durante sua campanha eleitoral.

Trump assegurou que o objetivo no frágil país asiático já não será apoiar a construção de um Estado democrático estável, mas adaptar a nova política em função das circunstâncias sobre o terreno.

O secretário de Estado, Rex Tillerson, sugeriu na terça-feira que Moscou estivesse armando os talibãs. "Na medida em que a Rússia está fornecendo armas aos talibãs, isso constitui uma violação, obviamente, das normas internacionais", indicou.

"Não é a primeira vez que nos acusam de apoiar e inclusive dar armas aos talibãs", respondeu Lavrov. "Não foi apresentada nenhuma prova", assegurou.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP