Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O presidente russo, Vladimir Putin (e), no local da construção de um estádio que será utilizado na Copa do Mundo de 2018, na cidade de Samara, em 21 de julho de 2014.

(afp_tickers)

O governo russo aprovou nesta sexta-feira um plano de construção de infraestruturas para o Mundial de 2018 no valor de 5,5 bilhões de rublos (150 milhões de dólares).

O primeiro-ministro, Dimitri Medvedev, assinou um decreto que informa como as regiões que acolherão as partidas do Mundial poderão obter financiamento, no âmbito de um programa de desenvolvimento governamental.

Para os Jogos Olímpicos de Inverno de fevereiro, a Rússia desembolsou 50 bilhões de dólares para transformar a cidade balneária de Sochi em uma suntuoso complexo esportivo. O Mundial representa um desafio ainda maior.

Embora algumas regiões do país estejam preparadas para receber a competição em quatro anos, em outras é necessária uma reconstrução completa das infraestruturas de transporte e turismo.

O governo russo identificou 28 projetos, especialmente para a modernização do sistema de canalização da água e de calefação em várias cidades.

A Rússia estima que os custos dos preparativos para o Mundial de 2018 chegarão a 20 bilhões de dólares, dos quais a metade serão fornecidos por investidores privados e a outra metade pelo orçamento das regiões.

AFP