Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) O presidente russo, Vladimir Putin

(afp_tickers)

O presidente Vladimir Putin anunciou que a Rússia destruirá, nesta quarta-feira (27), seus últimos estoques de armas químicas, herdadas da época da Guerra Fria.

"Hoje, as últimas reservas de armas químicas do arsenal russo serão destruídas", declarou Putin, de acordo com as agências de notícias russas, acrescentando que os Estados Unidos "infelizmente, não cumprem suas obrigações" na matéria.

A Organização para Proibição de Armas Químicas (Opaq) comemorou o anúncio e felicitou a Rússia.

"O encerramento do programa de destruição verificada das armas químicas da Rússia é uma etapa importante, visando a atingir as metas da Convenção sobre Armas Químicas", declarou o diretor-geral da Opaq, Ahmet Üzümcü, em um comunicado, mencionando quase 40.000 toneladas de armas químicas.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP