Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A ONU publicou um informe no qual denuncia o uso de armamento pesado em zonas residenciais, tanto por parte do exército ucraniano como pelos separatistas pró-russos.

(afp_tickers)

A Rússia acredita que o relatório do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos sobre a Ucrânia é parcial e hipócrita, anunciou nesta terça-feira o porta-voz da diplomacia russa, Alexander Lukashevich.

"Nossa principal conclusão é que o relatório é parcial e, inclusive, hipócrita", declarou Lukashevich, citado em um comunicado.

"Sua mensagem central é que o governo ucraniano pode continuar utilizando legitimamente a força para restabelecer a ordem no leste do país", acrescentou a fonte.

A ONU publicou na véspera um informe no qual denuncia o uso de armamento pesado em zonas residenciais, tanto por parte do exército ucraniano como pelos separatistas pró-russos.

"O relatório da missão de observação da ONU não contém o mais importante: a exigência de um cessar imediato das operações militares realizadas pelas autoridades de Kiev contra seu próprio povo. Sem isso, falar de direitos humanos na Ucrânia não tem sentido", acrescentou Lukashevich.

AFP