Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Ilmi Umerov

(afp_tickers)

Dois importantes representantes da comunidade tártara da Crimeia, opostos à anexação desta península ucraniana por Moscou e condenados pela justiça russa, foram libertados nesta quarta-feira e enviados à Turquia, informaram seus advogados.

"Ilmi Umerov e Akhmet Chigoz foram libertados e seu avião, provavelmente, já pousou em Ancara", disse à AFP Maie Umerova, mulher de Ilmi Umerov, confirmando informações dos advogados.

Chigoz, ex-vice-presidente da Medjlis, a proibida assembleia dos tártaros da Crimeia, foi condenado em setembro a oito anos de prisão por organizar uma "agitação em massa" em fevereiro de 2014, semanas antes da Rússia anexar o território.

Umerov, vice-presidente da mesma assembleia, foi condenado semanas depois a dois anos de prisão por "apologia ao separatismo", mas seguia em liberdade a espera do julgamento de sua apelação pela Suprema Corte da Crimeia.

Segundo o advogado Mark Feïguine, Umerov tem diabetes, Mal de Parkinson e sofreu recentemente um AVC.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP