Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, propôs aumentar a idade de aposentadoria a 65 anos para os homens e 63 para as mulheres, pela primeira vez em nove décadas

(afp_tickers)

O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, propôs aumentar a idade de aposentadoria a 65 anos para os homens e 63 para as mulheres, pela primeira vez em nove décadas.

Vestígio da União Soviética, a idade de aposentadoria na Rússia, que desde o início dos anos 1930 é de 55 anos para as mulheres e 60 para os homens, está entre as menores do mundo.

"Propomos um período de transição relativamente longo, a partir de 2019 propomos aumentos progressivos para alcançar uma aposentadoria para os homens aos 65 em 2028 e aos 63 para as mulheres em 2034", afirmou Medvedev. O projeto precisa ser aprovado pelo Parlamento.

"Isto nos permitirá destinar os fundos adicionais para aumentar as pensões acima da inflação", completou.

Com a queda demográfica do país, o atual sistema representa um peso crescente para o orçamento federal.

O presidente Vladimir Putin afirmou repetidas vezes que desejava reformar a Previdência em algum momento.

Uma petição contra estas medidas, criada pelos sindicatos russos no site Change.org, reuniu mais de 180.000 assinaturas antes do anúncio de Medvedev.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










AFP