Navigation

Rainha Elizabeth II e seu marido foram vacinados para a covid-19

A rainha Elizabeth II visita o laboratório militar de Porton Down, sudoeste da Inglaterra, em 15 de outubro de 2020 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 09. janeiro 2021 - 15:04
(AFP)

A rainha Elizabeth II e seu marido, o príncipe Philippe, receberam neste sábado (9) a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus, anunciou o Palácio de Buckingham.

A monarca de 94 anos e seu marido, de 99, "receberam hoje sua vacina contra a covid-19", declarou um porta-voz.

Desta forma, o casal real se juntou a cerca de 1,5 milhão de pessoas que já receberam uma primeira dose da vacina no Reino Unido.

Uma segunda fonte disse à agência de notícias britânica PA que a rainha e seu marido foram vacinados pelo médico da família real no Castelo de Windsor, onde estão passando o período de confinamento.

Normalmente bastante discreta sobre seu estado de saúde, "a rainha decidiu tornar essas informações públicas para evitar imprecisões e possíveis rumores", acrescentou PA.

País da Europa mais atingido pela pandemia, com quase 80.000 mortes - incluindo 1.325 anunciadas na sexta-feira, um recorde - o Reino Unido enfrenta atualmente um novo surto de contaminação pelo coronavírus atribuído a uma variante mais contagiosa.

Confinado pela terceira vez, o país embarcou numa "corrida contra o tempo", enfrentando hospitais à beira da saturação, para vacinar até meados de fevereiro os maiores de 70 anos, profissionais da saúde e pessoas vulneráveis, ou seja, cerca de 15 milhões de pessoas pertencentes a uma categoria da população que soma 88% das mortes devido à covid-19.

A campanha de vacinação começou no início de dezembro com as vacinas disponíveis atualmente - da BioNTech/Pfizer e da AstraZeneca/Oxford.

O órgão regulador britânico de saúde deu sinal verde na sexta-feira para uma terceira vacina, a do laboratório americano Moderna, mas ela só começará a ser usada na primavera.

Partilhar este artigo