Navigation

Rapper Lil Wayne se declara culpado por posse ilegal de arma de fogo (imprensa)

O rapper Lil Wayne durante um show em Nova York em 31 de maio de 2019 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 11. dezembro 2020 - 23:55
(AFP)

O rapper americano Lil Wayne se declarou culpado nesta sexta-feira (11) pela posse ilegal de arma de fogo, noticiaram vários veículos nos EUA, um crime pelo qual ele pode pegar até 10 anos de prisão.

O cantor de "Lollipop" foi encontrado com uma arma e munições durante uma operação policial em um jato particular em Miami em dezembro de 2019. A lei do estado da Flórida proíbe o posse de armas para condenados à prisão.

Dwayne Michael Carter Jr, seu nome verdadeiro, foi condenado há mais de uma década em outro caso relacionado a armas de fogo.

"Eu me declaro culpado", disse o rapper de 38 anos em ao comparecer virtualmente ao tribunal de Miami, de acordo com a mídia americana.

Segundo o Miami Herald, Lil Wayne, que tem uma casa no sul da Flórida, admitiu que a pistola banhada a ouro encontrada em sua bagagem era sua. A arma teria sido dada a ele como um presente de Dia dos Pais.

Sua sentença será proferida em 28 de janeiro.

Vencedor de cinco prêmios Grammy, Lil Wayne apareceu poucos dias antes da eleição presidencial dos EUA ao lado de um sorridente Donald Trump.

Partilhar este artigo