Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O chefe rebelde Riek Machar fala à imprensa 9 de julho de 2014

(afp_tickers)

Os rebeldes do Sudão do Sul lançaram neste domingo uma nova ofensiva no nordeste do país, denunciada pela ONU como uma clara violação do cessar-fogo assinado em maio.

Segundo a ONU, esta é a mais grave retomada das hostilidades em dois meses.

As forças do chefe rebelde Riek Machar anunciaram ter retomado sua ofensiva neste domingo na localidade de Nasir, que foi seu quartel-general ao norte de Juba, perto da fronteira etíope.

Os combates no Sudão do Sul, que explodiram em dezembro passado, haviam diminuído de intensidade desde maio devido, principalmente, à temporada de chuvas que torna as estradas impraticáveis e limita os movimentos das tropas e de material.

A ONU e a União Africana pediram recentemente aos beligerantes que retomem as negociações, mas os observadores concordam em assinalar que os dois bandos buscam uma vitória militar invés de uma solução política negociada.

AFP