Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O número de mortos de uma rebelião em uma prisão do estado mexicano de Nuevo León (norte) aumentou para 16, informou o governo local

(afp_tickers)

O número de mortos de uma rebelião, registrada na terça-feira, em uma prisão do estado mexicano de Nuevo León (norte) aumentou para 16 nesta quarta (11), informou o governo local, que investiga o envolvimento de 54 presidiários nos fatos, que incluíram o sequestro de guardas e incêndios.

"Há 16 pessoas que perderam a vida, a maioria estava sendo processada por crimes de alto impacto" na penitenciária de Cadereyta, disse em coletiva de imprensa Bernardo González, procurador de Nuevo León.

Na terça-feira, as autoridades haviam reportado 13 mortos e justificaram o uso de força letal para neutralizar a rebelião.

Espera-se que esta tarde estejam prontas as necropsias e os exames de balística.

"Os corpos apresentam diversas lesões, não se pode determinar se (sua morte) foi a bala" sem antes ter estes resultados, disse Aldo Fasci, porta-voz de segurança de Nuevo León.

Segundo ele, o uso de força letal foi para impedir que as pessoas tirassem a vida de outras.

"Estavam não em uma briga, mas em um ataque, e eram de facções rivais. É provável que independentemente de impactos de bala, haja outras lesões", acrescentou.

A rebelião deixou, ainda, 26 feridos, entre eles dois policiais e três carcereiros de Cadereyta, situada na periferia da cidade industrial de Monterrey, a terceira do México -. onde em março passado outra rebelião deixou quatro mortos.

Os confrontos começaram na madrugada de terça-feira e, embora tenham sido controlados, recomeçaram pela manhã, quando um grupo de ao menos 20 detentos incendiou objetos, provocando uma coluna de fumaça negra visível a vários quilômetros de distância.

As prisões mexicanas, principalmente as sob o controle dos governos estaduais, são frequentemente sacudidas por rebeliões, assassinatos e fugas, e a maioria apresenta sérios problemas de superlotação.

No ano passado, uma briga entre facções deixou 49 mortos em Topo Chico, outra prisão do estado de Nuevo León.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP