Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Dois funcionários da cadeia hoteleira Motel 6, uma das maiores dos Estados Unidos

(afp_tickers)

Motel 6, uma das maiores redes de hotelaria dos Estados Unidos, informou que funcionários de algumas de suas unidades no estado do Arizona entregavam diariamente informação sobre hóspedes em situação ilegal no país à autoridade migratória (ICE).

"Obtivemos informações de que em certas unidades do Motel 6 na área de Phoenix (maior cidade do Arizona) estavam entregando voluntariamente e todos os dias uma lista de hóspedes ao Serviço de Imigração e Controle (ICE)", revelou o próprio grupo em mensagem enviada à AFP nesta quinta-feira.

"Foi uma decisão tomada a nível local e sem o conhecimento da nossa gerência. Quando soubemos, isto foi suspenso", acrescentou Motel 6.

O jornal Phoenix New Times revelou que entre fevereiro e agosto o ICE fez ao menos 20 prisões em unidades do Motel 6.

Yasmeen Pitts O'Keefe, porta-voz do ICE, disse à AFP que "por razões de segurança" não revela ou discute "informação específica sobre as fontes de suas operações, mas destacou que "hotéis e motéis, incluindo na área de Phoenix, têm sido utilizados com frequência por organizações criminosas dedicadas a atividades ilegais altamente perigosas, como o tráfico de pessoas".

Motel 6 destacou que "emitirá uma orientação a cada uma de suas mais de 1.400 unidades, em todo o país, para deixar claro que está proibido oferecer listas diárias de hóspedes ao ICE".

No ano fiscal de 2016 - outubro de 2015 a setembro de 2017- o ICE deportou 240.255 imigrantes ilegais, a maioria de México, Guatemala, Honduras e El Salvador.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP