Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Logo da Coca-Cola

(afp_tickers)

A Coca-Cola anunciou, nesta quarta-feira (25), resultados trimestrais melhores que o previsto, devido a uma redução de custos que lhe permitiu compensar a queda das vendas de suas famosas bebidas.

O lucro líquido subiu 38,3%, a 1,45 bilhão de dólares, no terceiro trimestre, encerrado em setembro.

Isso se traduz em um lucro por ação ajustado de 50 centavos, contra os 49 esperados em média pelos mercados financeiros.

Em um ano, a empresa conseguiu diminuir em 20% seus custos operacionais.

A receita, contudo, caiu 14,6%, a 9,1 bilhões de dólares, devido aos volumes menores de vendas e à cessão de franquias das operações de engarrafamento.

Na América do Norte, região que registra as melhores receitas da empresa, o volume de vendas de refrigerantes estagnou, enquanto o de chás e cafés teve leve alta, e o braço de água e bebidas esportivas também caiu um pouco.

O grupo enfrenta menos interesse por seus produtos adoçados e tenta diversificar sua cartela com bebidas como chás, sucos de frutas e água.

Em Wall Street, sua ação subiu 0,15%, a 46,25 dólares, às 12h05 GMT (10h05 de Brasília) nas negociações antes da abertura do mercado.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP