Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

As temperaturas médias aumentam drástica e rapidamente nos Estados Unidos, e as últimas décadas foram as mais quentes em 1.500 anos.

(afp_tickers)

As temperaturas médias aumentam drástica e rapidamente nos Estados Unidos, e as últimas décadas foram as mais quentes em 1.500 anos, adverte um relatório do governo federal publicado pelo jornal The New York Times.

"Os americanos estão sentindo agora os efeitos da mudança climática", assinala o documento elaborado por 13 agências, mas que ainda não foi aprovado pela administração do presidente Donald Trump.

O relatório "contradiz diretamente as afirmações do presidente Trump e de membros de seu gabinete de que a responsabilidade humana no aquecimento global é incerta e que a capacidade de prever seus efeitos é limitada", destaca o jornal.

O documento é elaborado a cada quatro anos como parte da avaliação climática em nível nacional, e tem o aval da Academia Nacional de Ciências.

"A mudança do clima no futuro dependerá das emissões e da sensibilidade do sistema climático a estas emissões", assinala o texto.

Os Estados Unidos anunciaram na sexta-feira que seguirão participando das negociações internacionais sobre a mudança climática visando proteger seus interesses, apesar de sua prevista saída do Acordo de Paris de 2015 sobre o aquecimento global.

AFP