Navigation

Republicano da Flórida acusado de inventar candidato para desviar votos de democrata

Americanos esperam na fila para votar em Miami Beach no primeiro dia de votação antecipada da Flórida, em 3 de novembro de 2020 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 19. março 2021 - 00:11
(AFP)

Como derrotar um senador estadual democrata? Uma opção é oferecer um serviço à comunidade. Outra é a supostamente escolhida por este político republicano da Flórida: inventar um candidato fantasma com nome parecido com o do atualmente no cargo para desviar seus votos.

Esta é a história por trás da investigação da Procuradoria do Condado de Miami-Dade, no sul da Flórida, sobre o político republicano Frank Artiles, um ex-senador, então lobista e agora réu de três graves crimes eleitorais por "desvio de votos do candidato em exercício".

De acordo com a ordem judicial, à qual a AFP teve acesso nesta quinta-feira (18), Artiles ofereceu 50 mil dólares a um homem que não estava envolvido na política para concorrer como candidato independente.

O truque? Tinha um nome semelhante ao do senador José Javier Rodríguez, que até novembro de 2020 representava um distrito do município de Miami-Dade.

O candidato fantasma chama-se Alex Pedro Rodríguez e é vendedor de autopeças.

O senador em exercício Rodríguez acabou perdendo a eleição por 32 votos para a republicana Ileana Garcia, fundadora do Latinas For Trump, aparentemente porque muitos eleitores democratas confundiram seu candidato com o outro Rodríguez.

A imprensa local suspeitou da farsa porque Alex Rodríguez, que também responde a três acusações judiciais, não atendia aos jornalistas nem fazia campanha eleitoral.

A revista Politico também noticiou em outubro que um misterioso doador gastou mais de 500 mil dólares em mensagens para eleitores sobre questões que atraíam os democratas, mas promovendo três candidatos desconhecidos ao Senado, sem afiliação partidária e que não estavam fazendo campanha. Entre eles estava Alex Rodríguez.

O Miami Herald noticiou em dezembro que Artiles se vangloriou publicamente de ter conquistado a vitória de Ileana García: "Fui eu, sempre fui eu", disse ele, segundo uma fonte ao jornal.

De acordo com o mandado de prisão, Alex Rodríguez disse à promotoria que Frank Artiles o contatou em maio do ano passado no Facebook para propor o acordo.

Em diferentes pagamentos ao longo de 2020, Artiles depositou pouco mais de 44 mil dólares.

A polícia entrou na casa de Artiles na quarta-feira, que se entregou às autoridades nesta quinta- e foi libertado sob fiança horas depois.

O ex-senador republicano e seu cúmplice podem pegar até cinco anos de prisão.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.