Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Inundações em Houston provocadas pela tempestade Harvey

(afp_tickers)

As reservas americanas de petróleo aumentaram um pouco mais do que o esperado na semana passada, após a passagem do furacão Harvey, que forçou o fechamento de refinarias - de acordo com dados divulgados pelo Departamento de Energia nesta quinta-feira (7).

Na semana encerrada em 1º de setembro, as reservas comerciais de petróleo tiveram alta de 4,6 milhões de barris, a 462,4 milhões. Especialistas consultados pela agência Bloomberg esperavam um crescimento de 4 milhões de barris.

Essa alta dos inventários encerra a sequência de nove semanas de queda dos estoques, provocando uma redução de mais de 50 milhões de barris desde o fim de junho.

As reservas de gasolina caíram 3,2 milhões de barris, quando analistas esperavam uma queda mais brusca, de 5,2 milhões de barris.

Os estoques de destilados como óleo de aquecimento se reduziram em 1,4 milhão de barris. Os especialistas estimavam uma redução de 3 milhões de barris.

O Harvey afetou a região do Golfo de México e, sobretudo, a área do Texas, que concentra boa parte das refinarias dos Estados Unidos. Diversas instalações precisaram ser fechadas por precaução, interrompendo o consumo da commodity.

As operações já começaram a ser retomadas, mas ainda devem levar cerca de duas semanas para voltar ao normal.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP