Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, em Bogotá, no dia 27 de abril de 2016

(afp_tickers)

As autoridades colombianas resgataram neste sábado um sequestrado e dezenas de menores que eram explotadas sexualmente em Bogotá, em uma área bem próxima ao Palácio presidencial, confirmou o prefeito da capital colombiana, Enrique Peñalosa.

"Não vamos tolerar a exploração de crianças em nenhuma parte de Bogotá, muito menos a seis quadras da Casa de Nariño, da prefeitura", disse Peñalosa em coletiva de imprensa.

Unidades da polícia, do exército e da Procuradoria chegaram ao local conhecido como Bronx, onde operam pequenos traficantes e redes de prostituição.

O diretor Nacional do Corpo Técnico de Investigação da Procuradoria, Julián Quintana, informou que durante a operação foi regatada uma pessoa sequestrada que estava "escondida atrás de uma parede de madeira, amarrada com correntes no pescoço, nas mãos e nos pés".

No lugar foram encontradas cerca de 200 mulheres, muitas delas menores de idade, que eram exploradas sexualmente.

O presidente Juan Manuel Santos assegurou que o governo nacional apoia o processo de recuperação do local e trabalha de forma coordenada com as autoridades da cidade.

A meninas foram assistidas pelo Instituto de Bem-estar Familiar (ICBF), que exerce funções de proteção e de restauração de direitos para os menores.

AFP